//Remove image title mouse hover

De Petrolina para Juazeiro!

Interessante como o turista tem um olhar diferente de tudo, né?!   Quando somos estamos turistas, tentamos abstrair o que há de melhor de cada lugar… mas é bem difícil fazer…

26 de setembro de 2015

Tempo de leitura: 2 min

Aproveite melhor MAIS viagens gastando MENOS tempo e dinheiro

Os 10 passos para você programar rapidamente suas viagens sem dores de cabeça e ainda economizar tempo e dinheiro.

Clique na imagem e adquira o curso!

De Petrolina para Juazeiro!

Interessante como o turista tem um olhar diferente de tudo, né?!
 
Quando somos estamos turistas, tentamos abstrair o que há de melhor de cada lugar… mas é bem difícil fazer o mesmo, no lugar que moramos.
 
Resolvi olhar para Petrolina como turista e tenho deixado por aqui as minhas impressões!
 
O 1º Passeio que quis fazer e registrar, não é bem um passeeeeeio…
 
Foi a travessia de Petrolina para Juazeiro de barquinha.
 
IMG 8196%2Bsite
Aqui, esse é uma meio de locomoção muito comum e corriqueiro para quem mora em uma das cidades e trabalha na outra.
 
No fim de semana, apenas uma barquinha fica disponível, mas é muito rápido. Você espera no máximo uns 20 minutos para que a barca retorne.
 A travessia dura quase 5 minutos.

 

IMG 8198%2Bsite
Ponte Presidente Dutra

 

Você passará bem pertinho da Estátua da “Mãe D’água”, inaugurada em 2012 e feita pelo artista plástico, juazeirense e escultor de obras públicas: Lêdo Ivo. .
 
IMG 8176%2Bsite
Você também pode fazer a travessia no início da noite e conseguirá ver o rio São Francisco com outros olhos!
 
IMG 8823%2Bsite
Foto de Gabriela Cosentino 
 
Hoje, o valor da passagem é de R$1,30 por pessoa e o horário de funcionamento é das 6h à 0h.
 
 Caso deseje ver mais algumas coisinhas sobre Petrolina, é só clicar aqui!!

Sobre a Autora

Sou turismóloga e assessora de Marketing, apaixonada por viagens! Aos 12 anos morei em Petrolina (PE), mas só durou 6 meses! Meu pai já trabalhava no Vale do São Francisco, mas a família não se adaptou… Retornamos para Recife, mas meu pai seguiu indo e vindo Recife/Petrolina. Alguns anos depois a família retornou para o Vale, mas eu só retornei em 2006, casada e com um filho de 2 anos (Caio). Desde então, não saímos mais!! Tivemos uma filha petrolinense em 2008 e amamos morar em Petrolina! Amamos o Vale do SF!!

Posts Relacionados

Newsletter

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.